Ceará

Camilo Santana acusa General Theophilo de fazer politicagem

O governador Camilo Santana (PT) rebateu acusações do secretário nacional da Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, que atribuiu ao Palácio Abolição a culpa pela saída da cidade de Maracanaú (RMF) de projeto do Ministério da Justiça. Foi durante transmissão ao vivo, nessa terça-feira, por suas redes sociais.
“Nunca foi oficializado nada do governo do Estado. Não tem um ofício da secretaria falando desse programa nem dizendo o que queria de apoio do Estado”, diz Camilo.
“Até hoje não sei qual o apoio para a implantação desse projeto”, completou Camilo.
Camilo admite também haver ficado “surpreso que, num evento político, o secretário ter anunciado que o projeto não veio por culpa do Estado”. E foi duro: “Isso é mentira”.
Para o governador, a “eleição já passou” e lamentou que esse projeto esteja sendo “de forma desleal” para fazer “politicagem baixa”.
Blog do Eliomar

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.