Brasil

Instabilidade no Ministério da Educação: Fies registra atrasos em 1 milhão de contratos

Desde o início deste ano o Ministério da Educação (MEC) apresenta instabilidade. Com isso, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) atrasou a concessão e a renovação de cerca de 1 milhão de contratos. O levantamento foi feito pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), que estima também um atraso de R$ 2 bilhões em repasses para faculdades, referentes aos meses de janeiro e fevereiro.
No primeiro semestre de 2019 foram ofertadas 100 mil vagas, destas 60% foram preenchidas, ou seja, tiveram estudantes selecionados. No entanto, apenas 1.758 conseguiram finalizar o contrato com o banco. Além disso, há também o atraso nos aditamentos, que é a renovação semestral do benefício.
Para os alunos que foram selecionados neste ano para o programa, o principal problema é a obtenção do Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) ou de Regularidade de Matrícula (DRM), necessários para a contratação ou continuidade do financiamento, que não estão sendo emitidos por uma falha na transmissão de dados do governo federal. Já os aditamentos só começaram a ser processados nesta semana e as faculdades estão enfrentando problemas no sistema para completar a contratação.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.