Ceará

Polícia Civil e MPCE prendem 1ª dama, presidente da Câmara e ouvidora de Pentecoste

O presidente da Câmara de Pentecoste, Pedro Hermano Cardoso (PDT), a primeira-dama do Município, Maria Clemilda Pinho de Sousa, e a ouvidora da Prefeitura, Maria Clara Rodrigues Pinho, foram presos, nesta quarta-feira (17), na Operação Caixa 2, comandada pela Polícia Civil e Ministério Público do Estado do Ceará.
A ouvidora é irmã da primeira-dama e mãe do presidente da Câmara. Os três são suspeitos de integrar uma quadrilha que cometeu golpes em idosos para financiar a campanha do prefeito de Pentecoste, João Bosco Pessoa Tabosa (PDT), eleito em 2016.
Pedro teve prisão preventiva. As duas mulheres foram presas domiciliarmente com o uso de tornozeleiras eletrônicas. Os investigados também foram afastados de suas funções públicas por tempo indeterminado. As ordens judiciais foram expedidas pelo juiz da Comarca de Pentecoste, Caio Lima Barroso.
A investigações mostraram que a quadrilha colocava um casal na porta das agências bancárias para oferecer “ajuda” aos idosos e desviar benefícios dos mesmos para a campanha de João Bosco. O prejuízo às vítimas teria somado R$ 300 mil. A organização criminosa contava com apoio de funcionários dos bancos.
CN7

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.