Ceará

Português apontado como líder de uma organização criminosa deve ser solto após pagar R$ 10 mil de fiança

Marcos Alexandre Veiga Correia é investigado por um desvio milionário de recursos públicos na Prefeitura de Caucaia
O português Marcos Alexandre Veiga Correia, investigado por liderar uma organização criminosa que lavou dinheiro e foi responsável por um desvio milionário de recursos públicos na Prefeitura de Caucaia, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), deve ser solto a qualquer momento.
A decisão a favor de um dos alvos da Operação Afiusas, deflagrada pela Polícia Federal, foi proferida neste sábado, no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5). Marcos Alexandre foi preso na manhã de sexta-feira (5), em Caucaia.
Logo após a captura, a defesa do português ingressou com pedido de liberdade provisória no TRF-5 alegando que o suspeito já havia sido interrogado e possui endereço fixo de residência.
Conforme os advogados de defesa Leandro Vasques, Holanda Segundo e Afonso Belarmino, a prisão já se considerava desnecessária. A Justiça decidiu pelo pagamento de fiança no valor de R$ 10 mil e pontuou que o português deve se manter afastado dos demais investigados e repartições públicas onde os fatos são apurados.
As investigações da Polícia Federal dão conta que apenas uma das empresas do estrangeiro movimentou R$ 338 milhões, de 2010 a 2016, sendo R$ 97 milhões oriundos da Prefeitura de Caucaia. Marcos Alexandre foi apontado pela PF como um empresário "bem relacionado" com políticos, incluindo o ex-prefeito de Caucaia, Washington Gois.
Emanoela Campelo de Melo, G1 CE

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.