Brasil

Sem aumento real, governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para 2020

Nesta segunda-feira, 15, a Secretaria da Fazenda, vinculada ao Ministério da Economia, divulgou o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Nela, consta que o salário mínimo para 2020 deve ser de R$ 1.040. Atualmente, o valor é de R$ 998. Apesar de ser a primeira vez que o valor ultrapassa os R$ 1 mil, é também inferior ao esperado. Isso porque o governo federal resolveu considerar apenas o índice de inflação para fazer o cálculo, sem o aumento real. Antes, além dele, a variação do PIB dos dois anos precedentes era considerada.
No relatório bimestral de março, já existia a previsão de reajuste de 4,2% em 2019. De acordo com o projeto da LDO, o piso nacional para 2021 deve ser R$ 1.082 e o de 2022, R$ 1.123. O reajuste acima da inflação começou a ser utilizado em 2004, ainda no governo Lula, mas só foi oficializado em 2011, no governo Dilma Rousseff, vigorando até 2019. No entanto, a política de valorização do mínimo não foi posta em prática em 2017 e 2018, pois os PIBs dos dois anos anteriores sofreram diminuição, sendo necessário considerar apenas a inflação.
Ao Estadão, o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, diz que o valor pode não ser aplicado de fato, servindo apenas como parâmetro.
O Povo Online

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.