Brasil

Investigação aponta que Zé do Valério teve auxílio para fugir do Ceará

Segundo informações do radialista Tony Sales, da cidade de Crateús no sertão dos Inhamuns, o assassino foragido da Justiça mais procurado de todos os tempos, Zé do Valério teria pego carona para poder chegar no município de Crateús e uma outra carona até a divisa dos estados do Ceará e Piauí.
Na passagem por Crateús, o assassino Zé do Valério furtou panelas e outras coisas em uma residência próximo a entrada da localidade de Filomena, inclusive, parte do material deixado por ele após a troca de tiros com agentes da Guarda em Carnaubal, eram desta residência.
Zé do Valério passou na localidade de Santa Luzia, onde foi em um comércio, comprou um quilo de arroz e cozinhou atrás da quadra dançante da localidade e depois, pagou para um rapaz deixá-lo em Queimadas, no pé da ladeira.
Zé do Valério, então, subiu a ladeira a pé, ficou em um matagal próximo ao campo de futebol e depois teria pago um outro rapaz para deixá-lo na divisa do estado do Ceará. A partir daí, continuou a fuga em solo piauiense.
Existem informações de que, para o elemento chegar em Crateús, até onde furtou as coisas próximo a Filomena, também teria contado com apoio de uma pessoa em um transporte, que levou o mesmo da região de onde tentou tomar uma moto e atirou contra o veículo, até o local do furto.
Sert News

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.