Brasil

Ronaldinho Gaúcho, endividado, enfrenta grave crise e tem diversos imóveis bloqueados pela Justiça

Ronaldinho Gaúcho enfrenta grave crise por causa dívidas e foi impedido de sair do país
Ronaldinho teve seus problemas com a Justiça expostos durante uma publicação do Jornal Folha de S. Paulo  nesta segunda-feira (29).  Na longa matéria sobre as dívidas, o ex-jogador estaria com 57 imóveis bloqueados, quatro deles penhorados, pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul por causa de uma multa ambiental no valor de R$ 9,5 milhões. Dos imóveis citados, somente dois estão fora do Estado, localizados no Rio de Janeiro.
A reportagem também relata R$ 7,8 milhões em protestos de dívidas contra o jogadorem três cartórios na capital gaúcha. Além disso, também foi divulgado que Ronaldinho ainda é cobrado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional por R$ 793 mil.
A jornal disse que teve acesso aos autos no Fórum de Porto Alegre e às decisões judiciais pelo site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Contudo, o advogado da família, Sérgio Felicio Queiroz informou que não falaria sobre o caso “porque está em segredo de Justiça”.
“Com o município, não tem dívida ativa. Os IPTUs foram parcelados. Se você pesquisar na data de hoje, tem alguns meses que os protestos foram cancelados” declarou o advogado. “Se ficou lá, é porque não cancelaram ainda. Tem 300 milhões de pessoas que podem ser protestados por causa do IPTU. São vários imóveis, e ele fez parcelamento de todos”, acrescentou sobre Ronaldinho.
Ainda de acordo com a publicação, a multa é referente à construção de um trapiche, sem licença ambiental, em seu sítio, às margens do Guaíba. A construção mede 142 metros e termina em uma plataforma de pesca,  sendo apontado como irregular, em janeiro de 2012, pelo juiz Mauro Caum Gonçalves, da 3ª Vara Cível de Porto Alegre. Por essa razão, em novembro do ano passado, tanto ele quanto seu irmão e empresário, Roberto de Assis Moreira, tiveram seus passaportes apreendidos pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.