Sobral

Zé Vital demonstra preocupação na falta de uma política para a geração de emprego e renda

Os vereadores da bancada da oposição da Câmara de Sobral, Zé Vital, Giu Vasconcelos e Adauto Arruda, ocuparam espaço na Tribuna do Plenário na segunda sessão ordinária da semana.
 Destaque para o discurso proferido pelo edil Zé Vital (MDB), que demonstrou preocupação com o índice de desemprego que vem crescendo em Sobral, juntamente com a queda do rendimento salarial dos sobralenses e dos cearenses. Zé Vital disse que atua nas duas extremidades do comercial local, e vê preocupação na queda de faturamento de sua padaria que atinge escala de 15% na queda de produção.
Zé Vital lembrou das promessas feitas pelos gestores municipais anteriores, que criaram uma expectativa que Sobral seria um grande centro de geração de emprego e renda. “Cid Gomes, o primeiro deles, ofertava aos sobralenses a esperança de produção de pimenta tabasco, vinhos e avestruz, mas foi somente enganação”, destacou Zé Vital.
Para o parlamentar no mandato do ex-prefeito Leônidas Cristino, foi gerado uma grande expectativa de geração de emprego, com o anuncio  de novas fábricas para a cidade. “Veveu criou a ideia do Porto Seco, montadora de veículos, montadora de carroceria de caminhões e o uma espécie de Vale do Silício, que utilizaria a mão de obra dos jovens adolescentes”. Disse Zé Vital, acrescentando que no desenvolvimento da cidade tudo foi preparado para ser feito na gestão de Ivo Gomes. “A revitalização do Alto Cristo, já estava no papel há muitos anos, e a construção da UPA, iniciou na administração de Leônidas Cristino para ser inaugurada agora com Ivo Gomes”, destacou Zé Vital, durante sua tribuna na sessão de terça-feira.
Wilson Gomes

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.