Brasil

Funcionários dos Correios entram em greve em vários estados

Categoria se diz contrária às privatizações propostas pelo governo federal e em defesa do acordo coletivo
Os funcionários dos Correios anunciaram que estão em greve por tempo indeterminado desde às 22h da terça-feira (10).
Segundo a Findect (Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadores dos Correios), a "decisão foi uma exigência para defender os direitos conquistados em anos de lutas, os salários, os empregos, a estatal pública e o sustento da família".
Os funcionários protestam contra as privatizações propostas pelo governo federal e em defesa do acordo coletivo da categoria.
Os Correios disseram, em nota, que federações expuseram propostas insustentáveis para a empresa. Leia a nota na íntegra: 
"Esclarecemos que Correios participaram de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, quando foi apresentada a real situação econômica da estatal e propostas para o Acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões. Mas as federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa.
No momento, o principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população".
Giuliana Saringer, R7

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.