Ceará

Universidades brasileiras planejam paralisação contra proposta de contratar professores sem concurso público

A ideia do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de reduzir a folha de pagamento das universidades dos atuais 85% para 70% nos próximos dez anos, além de tornar a contratação de professores e servidores via CLT, tende a encontrar resistência entre as universidades federais.
Ao Estadão/Broadcast, o titular da pasta afirmou que isso se aplicará às instituições que aderirem ao Future-se, proposta do Governo Federal para angariar fundos privados que financiem o cotidiano das universidades. O conteúdo do projeto ainda será encaminhado às casas legislativas federais.
Os Conselhos Universitários de 25 instituições do País, inclusive o cearense, já rejeitaram o Future-se. Assim, o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) já determinou paralisação das atividades nas instituições nos próximos dias 2 e 3. No Ceará, a movimentação ganha adesão do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (Adufc).
Diário de Quixadá

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.