Brasil

Brasil conquista bicampeonato Mundial de Karatê em Fortaleza

O Brasil é campeão Mundial de Karatê. O título veio neste domingo, no Ginásio Paulo Sarasate, sede da competição nesta 5ª edição, que começou na quinta-feira (17) e reuniu mais de mil atletas de 31 nações diferentes, entre 12 e 60 anos da idade. É o 2º campeonato conquistado pela delegação brasileira, sendo o primeiro em Foz do Iguaçu, em 2014.
A equipe brasileira teve o maior número de participantes do Mundial, com mais de 700 atletas, seguida pela Itália, vice-campeã do torneio. Com sete categorias disputadas, o Brasil foi destaque tanto no kata, apresentação de técnicas de ataque e de defesa, quanto no kumite, modalidade de luta do estilo Shokotan do karatê.
Na classificação geral foram 200 medalhas para o Brasil, com 39 ouros, 56 pratas e 105 bronzes. A delegação italiana veio em seguida com 83 pódios, sendo 35 ouros.
Para um dos treinadores da delegação brasileira, Josimar Lucena, o título premia a motivação e o empenho dos atletas durante os últimos anos de preparação.
"Nos sentimos orgulhosos por participar de um evento desse nível, com 31 nações. Nos surpreendemos, pois temos um nível técnico alto mas não esperávamos tantas medalhas para nosso País. Com certeza o índice de atletas vai aumentar e o nível técnico também. Temos aqui um celeiro exuberante de atletas. O título vai servir pra conquistarem outros níveis daqui por diante", contou o técnico.
Uma das cearenses destaque no Campeonato, Ingrid Silveira foi prata na categoria sênior de luta e bronze no kumite equipe, vivendo "um sonho realizado".
O próximo Mundial acontece na Itália, em 2021, e a karateca espera que o estado nordestino compareça para brigar pelo título novamente. "Expectativa é de que o Ceará só cresça. Levar os atletas cearenses pra Itália, onde será o próximo mundial, será uma grande experiência".
Coroação
Para o presidente da Federação Cearense de Karatê Esportivo (FCKE), Danilo Soares, o título coroou os 2 anos de preparação dos karatecas e da organização para o Mundial.
"Veio pra fechar com chave de ouro. Nossos atletas foram fantásticos. Tivemos uma batalha dura com a Itália, mas disparamos no quadro de medalhas. Pra gente, felicidade total", comemora Danilo.
Ouro na categoria cadet, a karateca Marise Soriano, de 14 anos, celebrou a vitória. "A medalha foi muito importante tanto pra mim quanto para minha delegação", disse.
Jogada, Verdes Mares

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.