Ceará

Festejos de São Francisco em Canindé atraem fiéis de vários estados

A tradicional procissão de encerramento da Festa de São Francisco das Chagas em Canindé, no Ceará reuniu cerca de 300 mil pessoas nesta sexta-feira (4), conforme a organização do festejo religioso. O cortejo com o Andor do santo seguiu pelas principais ruas da cidade com destino à basílica, onde ocorreu a bênção do santíssimo. Histórias de fé e superação se misturaram em meio à multidão que lotou a cidade mais franciscana do Ceará.
Para chegar até Canindé, a comerciante Gláucia Maria Sousa percorreu um longo trajeto. Ela e mais 121 pessoas saíram na quinta-feira (3) da cidade de Itapecuru-Mirim, no interior do Maranhão. “A viagem é longa, cansativa, mas vale muito a pena”, garante. Devota de São Francisco, ela conta que visita Canindé há 19 anos.
“Meu filho sofreu um acidente e ficou 37 dias internados, sendo 19 na UTI. Levou mais de cem pontos na cabeça. Então eu me agarrei em São Francisco e prometi que se meu filho sobrevivesse, viria todos os anos para o Ceará”, relata.
Do Piauí, veio a dona de casa Francisca da Silva, com o mesmo propósito: agradecer a recuperação de um parente querido. “Minha netinha quebrou o osso da perna e passou quase um mês internada. Quando ela se curou, prometi que traria ela, toda vestida com roupa marrom, até Canindé. Neste ano estou cumprindo com minha promessa”, conta.
Esses dois estados nordestinos, conforme explica Jander Silva, assessor da Paróquia de São Francisco, são os que mais enviam caravanas para a festa que teve início no último dia 24 de setembro. No entanto, as comemorações também atraem fiéis de outros locais mais distantes.
Agradecimentos
O autônomo José Carlos Rocha enfrentou uma longa viagem de navio e ônibus de Manaus até o Ceará. “É muito longe”, atesta Carlos. Ele teve um problema no joelho e, curado, veio agradecer a São Francisco. “Também trouxe meu cunhado, que está cadeirante. Tenho fé que pedindo a São Francisco, ele vai interceder por ele, assim como fez comigo”, acrescenta.
Tantos relatos de devoção demonstram a força dos festejos de Canindé. Ao longo dos dez dias de programação, estima-se que um milhão de pessoas tenha visitado o município.
Durante este período, os devotos contaram com mais de cem missas, além de nove procissões, caminhadas na via-sacra e confissões. Ainda conforme Jander, a cidade deve continuar recebendo romeiros até o fim do ano. O expressivo número de visitantes impulsiona o comércio local.
No último trimestre do ano, a economia tem crescimento de 30% em relação aos trimestres anteriores.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.