Ceará

Fortaleza Brazil Stone Fair chega a sua quinta edição mostrando a força do setor no Ceará

A maior exposição de rochas ornamentais e de revestimento do país - com o foco nos profissionais de arquitetura, construção civil, designers e decoração - acontece entre os dias 05 e 07 de novembro
A quinta edição da Fortaleza Brazil Stone Fair começa no próximo dia 05 de novembro, a partir das 14h, no Centro de Eventos do Ceará. Este evento busca aumentar a sinergia com os profissionais de arquitetura, design e decoração, e insere-se numa estratégia de valorização dos produtos naturais, que são aqueles de melhor avaliação do ciclo de vida, portanto, os mais sustentáveis.
Durante o evento será realizado o X Simpósio de Rochas Ornamentais do Nordeste, onde serão apresentados 80 trabalhos técnicos e palestras com grandes especialistas, focando sobretudo nos critérios de especificações e como evitar patologias em rochas (mármores e granitos).
Será ainda uma oportunidade de conhecer por que o estado do Ceará é atualmente a nova fronteira das rochas mundiais, onde ressaltam-se granitos superexóticos, limestones, mármores e sobretudo os quartzitos, que são rochas compostas de mais de 95% de quartzo, e que são bastante resistentes a abrasão, de baixa porosidade e não absorvem água.
Além do foco nos profissionais de arquitetura, design e decoração, o evento é ainda também direcionado para todos os envolvidos nesta rica cadeia produtiva: mineradores, indústrias de rochas ornamentais, fornecedores, empresas de logísticas, instituições de classe, instituições técnicas de apoio ao setor, além de empresários da construção civil. “Quanto mais visões múltiplas no evento, mais enriquecedora será a troca de experiência que teremos”, aponta Carlos Rubens Alencar, presidente do Simagran-CE (Sindicato da Indústria de Mármores Granitos do Estado do Ceará), que é o realizador do evento. 
Será ainda realizado dentro do evento o 2º Fórum do IBRO - INSTITUTO BRASILEIRO DAS ROCHAS ORNAMENTAIS, com o tema “Pensando o setor em 2068”. Este fórum terá como debatedores nomes de renome mundial como Peter Becker (Alemanha) e Pedro Amaral (Portugal), que irão fazer reflexões junto com grandes empresários brasileiros, e pensar sobre como aumentar a demanda qualificada das pedras naturais.
Em função deste ambiente e da parceria com os profissionais de arquitetura, design e decoração, são esperados nesta edição cerca de 10 mil visitantes ao longo dos três dias do evento. A feira conta com a parceria de instituições como a CNI, Fiec, Sesi, Senai, Sebrae e patrocínio do Banco do Nordeste e Governo Federal, além dos apoios da ZPE, CIPP, Adece e Governo do Ceará.
Sobre o setor 
Nos últimos cinco anos, o Ceará deu um grande salto no setor de rochas ornamentais, tendo atraído muitas empresas,  entre as quais estão as maiores exportadoras do Brasil. A concentração da maior parte dessas empresas está no Noroeste do Estado (Massapê, Uruoca, Granja, Viçosa do Ceará, Santana do Acaraú, Santa Quitéria), além da  região de Banabuiú, Mombaça, etc. 
Os investimentos vêm num crescente e nos últimos 24 meses, as empresas já investiram cerca de R$ 650 milhões no tocante à pesquisa, lavra e industrialização no Estado do Ceará, o que trará um reflexo muito importante nos resultados do setor nos próximos três anos.
Em 2015, o Ceará tinha cerca de 14 empresas envolvidas na pesquisa e extração de rochas ornamentais, hoje já são 55. As exportações correspondiam em 2014 a US$ 16,1 milhões e em 2018 foram de US$ 28,1 milhões.
Entre as pedras naturais do Ceará que mais fazem sucesso no mundo e são extraídas exclusivamente do solo cearense estão: Quartzitos Taj Mahal, Perla Venata, Perla Santana, Matira, Avohai, Elegance, Madrepérola, Nacarado, Cosmopolitan , Midnight Cristal. Os cristais como o  Cristalo Pink, Amethiste e o Ônix Vision. Além de diversos granitos superexóticos, como Wood Stone, Palomino, Blue Mare, Roma Imperiali, Elegant brown e muitos outros. Já aparecem também os primeiros mármores, entre os quais merecem destaques o San Pellegrino e o Karius.
Deve ainda ser ressaltado que o estado é ainda bastante rico em materiais para o mercado das grandes obras, onde destaca-se o granito Branco Ceará, que é a rocha de melhor caracterização tecnológica do país e a mais adequada para o piso de shoppings, aeroportos e metrô, além de bastante utilizada em fachadas de grandes edifícios.
Em 2015 o Estado do Ceará tinha cerca de 14 empresas envolvidas na pesquisa e extração de rochas ornamentais, no presente já temos 55. As exportações correspondiam em 2014 à US$16,1 milhões e em 2018 foram de US$28, 1milhões.
O setor de rochas ornamentais é um dos qualificados como prioritários para instalação de indústrias na ZPE-Pecém.  Existem cerca de 20 manifestações de interesses, dos quais cerca de cinco projetos já estão em fase de modelagem. Caso este processo evolua, a expectativa é que em até 2023, o setor no estado do Ceará estará exportando cerca de US$200milhões anualmente.
 “Para atingirmos estes números, é fundamental que os agentes institucionais como a Agência Nacional de Mineração, a Semace e as prefeituras possam exercer as suas funções com eficiência”, afirma Carlos Rubens Alencar, presidente do Sindicato da Indústria Mármores Granitos do Estado do Ceará, Simagran.
Serviço:
Fortaleza Brazil Stone Fair05 a 07 de novembro
Centro de Eventos do Ceará - Salão Iguape (Pavilhão Leste)
www.fortalezabrazilstonefair.com  

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.