Brasil

Laudo afirma que Gugu Liberato morreu um dia antes do divulgado pela assessoria

Em meio à disputa judicial travada entre parentes e ex-esposa, o laudo médico oficial sofre a morte do apresentador Gugu Liberato foi divulgado. Segundo o documento, a data oficial da morte do apresentador é indicada como 21 de novembro de 2019, um dia antes do anúncio da morte feito pela assessoria.
O Brasil 247 havia divulgado a notícia da morte de Gugu no dia 21 de novembro, agora dia oficial da morte, mas outros veículos optaram por chancelar a informação da assessoria do apresentador.
A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que "foram constatadas 'contusões na cabeça e pescoço, com equimose periorbital à direita. Hemorragia subaracnóide, fraturas do osso parietal direito, fraturas na têmpora direita, hematomas subdurais bilaterais'. Na região do torso, "contusões na parte superior direita do tórax, parte lateral direita do tórax, parte superior esquerda do tórax e parte lateral esquerda do tórax e centro do tórax'."
A matéria ainda acresenta que "também são citadas 'fratura na primeira vértebra lombar" e "contusões na coxa anterior esquerda'. 'Em consideração às circunstâncias que cercam sua morte, e após examinação do corpo, análise toxicológica e revisão da avaliação dos registros médicos, é minha opinião que a morte de Antonio Liberato, homem branco de 60 anos, que caiu através do teto de seu sotão para o chão e foi transportado para o hospital na sequência, é resultado de um traumatismo craniano", concluiu Joshua D. Stephany, médico perito responsável por analisar o caso de Gugu. A morte também é declarada como 'acidente'."

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.